Uíje-Angola: Nova Igreja Paroquial

Como nos diz o Salmo 117: “ISTO FOI OBRA DO SENHOR É UM PRODÍGIO AOS NOSSOS OLHOS”

e… como escreveu Fernando Pessoa:
“DEUS QUER, O HOMEM SONHA, A OBRA NASCE!”

E… a obra, passado um ano, nasceu!

Deste cantinho da Missão Passionista de Uíge-Angola, queremos partilhar convosco a nossa alegria vivida no passado dia 21 de Abril com a Dedicação da Igreja de S. Gabriel de Nossa Senhora das Dores, da Paróquia da Santa Cruz.

Foram muitos os dias de trabalho intenso, mas coroados de êxito com a bênção de Deus e com a presença de muita gente neste ‘primeiro momento’ de Acção de Graças na nova Igreja Paroquial.

Presidiu à celebração D. Filomeno do Nascimento Vieira (Arcebispo de Luanda e Presidente da Conferência Episcopal de Angola e S. Tomé-CEAST). Teceu rasgados elogios à construção (mesmo feita em ‘tempo de crise’, com ‘simplicidade e sobriedade arquitetónica’ e pelo cuidado que temos com as ‘alfaias e espaços litúrgicos’) e ao trabalho que cá estamos a realizar, como Passionistas, na Paróquia…

O Arcebispo Mons. Petar Rajic, Núncio Apostólico em Angola e São Tomé e Príncipe, esteve também a concelebrar a esta Eucaristia de Dedicação da Igreja e do Altar. Também ele nos agradeceu pelo trabalho aqui desenvolvido, seja na Igreja como no campo formativo.

Foram 14 os Bispos da CEAST aqui presentes, sessenta e dois sacerdotes (Diocesanos e Religiosos), várias dezenas de Irmãs Consagradas e mais de oitocentas pessoas que encheram por completo a capacidade existente… (ainda estamos sem os bancos da assembleia da Igreja, devido à falta de madeira de 3.5m de largura; esperamos que em breve estejam cá os 56 bancos)…
Esteve connosco o P. Laureano Alves Pereira, em representação do nosso Provincial MPRAES, que no final da celebração, aos Bispos e ao povo de Deus presente, reiterou a vontade de, como Passionistas, continuarmos a trabalhar e a dar o nosso melhor nesta terra do Uíge e em Angola.  Esteve também o P. Querubim, primeiro Pároco da Paróquia da Santa Cruz e Superior da Comunidade do Calumbo.

Esta ‘nossa festa’, esteve integrada nas celebrações dos 50 anos da Diocese do Uíje e fechando, com ‘chave de ouro’, as comemorações dos 25 anos dos Passionistas em Angola.

Motivos de alegria e júbilo para todos nós Passsionistas… passaram-se já 11 anos do início da Paróquia, a nós confiada… muito temos feito ‘por estas bandas’… Ainda existe muiiiiito por fazer… Mas sintamo-nos felizes pelo que fomos capazes de ‘edificar’, física e espiritualmente, junto deste povo que sofre as amarguras de uma crise que lhes atavessa ‘pelas portas adentro’…
Continuamos e continuaremos empenhados em ‘estar com eles e para eles’…

Para que todos saibam: ficaram no altar da nova Igreja duas reliquias ‘do corpo’  de S. Gabriel e de Sta Maria Goretti.

Obrigado a todos, e a cada um de vós, que nos apoiais e rezais por nós…Continuaremos a ‘sonhar convosco’ nas obras (materiais e esprituais) que aqui vamos realizando com Passionistas.

Um grande abraço fraternal e Pascal.

Juntos pela Missão:
PP. Manuel Henriquues e Rui Carvalho.

Como diz um provérbio chinês:

“Uma caminhada de mil léguas começa com um passo!!!”

Cada um de nós que aqui está em Angola, ‘apenas’ estamos a continuar os passos dessa mesma caminhada que em 1991 começamos por estas ‘terras do bago vermelho’…

 

 

One Comment on “Uíje-Angola: Nova Igreja Paroquial”

  1. A Missão é sempre que Deus quer e nós possamos estar disponíveis a O servir. Bem hajam por tudo o que têm feito nesse país. Por isso devemos dar graças a Deus e que Ele vos continue a abençoar.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *