O Grupo Gólgota, é “expressão cultural e social da espiritualidade passionista”. Foi fundado em 1991, pelo missionário passionista, P. João Bezerra, tendo presidido ao mesmo durante 22 anos (até 2013). Atualmente é Presidente (da Direção, nomeado, segundo os Estatutos, pelo Superior Provincial) o P. César Costa, num grupo que ultrapassa a centena de elementos divididos entre o teatro, o grupo de cantares e o grupo juvenil.

O nome do Grupo Gólgota está ligado precisamente ao seu próprio “carisma” e ao Fundador da Congregação Passionista, S. Paulo da Cruz. É uma palavra hebraica que significa “caveira”, lugar do crânio, Calvário. Para os cristãos, este é o nome que se atribui ao lugar da crucifixão de Jesus. Pretende-se, pois, que os elementos que formam este Grupo sejam as “testemunhas” do que viram e ouviram aquando da morte de Jesus… É um desafio muito forte para os membros do Gólgota: o de serem anunciadores da Vida do Nazareno! Compete-lhes, portanto, levar à cena da vida mensagens de Vida!…

Desde a sua fundação, o Grupo Gólgota tem sido fiel ao seu “carisma” fundacional: o de ser uma “expressão cultural e social da espiritualidade passionista”. O seu principal campo de ação é o teatro. Assim, desde 1991 tem dinamizado, recorrendo a encenações originais, criadas expressamente para o Grupo: a “Entrada Triunfal de Jesus em Jerusalém – na Cidade Humana” (Domingo de Ramos), “Via Sacra ao Vivo” (Sexta Feira Santa), e mais recentemente a “Última Ceia, Agonia e Prisão de Jesus”.

Em 1998, o Grupo Gólgota conseguiu que arrancasse o projecto da 1ª Semana Santa em Santa Maria da Feira, pelo qual sempre lutou, na sua boa vontade de criar tradições nesta cidade. O Grupo Gólgota contou e conta com a participação, em unidade perfeita, de outras Instituições “vivas” de Santa Maria da Feira, como é o caso da Câmara Municipal, da Santa Casa da Misericórdia, da Paróquia, da Empresa Municipal Feira Viva, etc.

Para além da Semana Santa, o Grupo Gólgota tem também encenado, com reconhecido êxito, as peças de teatro “Ser Passionista no Mundo”, “O Padre que se drogou”, “Ser Passionista no Mundo” “Fogo Cruzado”, “Santa Maria, Mãe do Tempo Novo”, “O Bailarino Santo”, “Filhos Pródigos”, “E até o Padre foi à bruxa!”… Todas estas peças são da autoria do P. João Bezerra.

O Grupo tem marcado também presença habitual na Viagem Medieval de Santa Maria da Feira, com uma taberna e com algumas pontuais representações.

Em suma: o Grupo Gólgota faz do seu trabalho uma Nova Evangelização. Esta realidade exige uma formação permanente de todos os seus membros que, periodicamente, têm encontros específicos, a partir da Espiritualidade Passionista. Os seus membros têm consciência de que estão inseridos num Grupo que marca a diferença, precisamente porque assumem fazer apostolado pela expressão artística, concretamente o teatro.

O Grupo Gólgota assume toda a realização de encenação teatral, seja de rua, seja em recintos fechados, como uma forma eficaz e contundente de fazer apostolado, de transmitir mensagens, de intervir na sociedade, condenando a injustiça e lutando pelos valores da ética, da verdadeira solidariedade e do humanismo autêntico. Portanto, considera profética a sua missão na sociedade e por isso se mantém entusiasmado a calcorrear terras e salões para levar mensagens de vida aos quatro ventos. Assumindo-se como “testemunhas” do que viram e ouviram aquando da Morte, Crucifixão e Ressurreição de Cristo, eles põem-se continuamente a caminho para fazê-lo, sempre com entusiasmo, dedicação, altruísmo e amor.

912782545
969450842
grupogolgota (a) gmail.com
https://www.facebook.com/grupogolgota
https://twitter.com/grupogolgota