Carta do Provincial no dia de S. Paulo da Cruz

Caríssimos Religiosos,

Desde a nossa Casa Geral, em Roma, em comunhão com toda a Congregação, aqui representada por todos Superiores Provinciais e Vigários Regionais de todo o mundo, neste dia em que, junto das Relíquias do nosso Santo Pai e Fundador S. Paulo da Cruz, recordamos a Sua morte e ao mesmo tempo o Testamento Espiritual que nos deixou, quero deixar uma palavra de estímulo para todos, para que cada um procure viver este amor ao Carisma que Ele nos deixou e que nos recordou, em forma de Testamento, na hora da despedida.

Quero recordar o Seu Testamento para que o meditemos e o vivamos:

Antes de tudo, recomendo a caridade fraterna… Meus irmãos muito amados, isto é o que  com todo o meu pobre coração desejo de todos os aqui presentes, de todos os que já  vestem este hábito de penitência e luto em memória da Paixão e Morte de Jesus Cristo, o nosso amabilíssimo Redentor, e daqueles que no futuro forem chamados a fazer parte desta pobre Congregação e deste pequeno rebanho de Jesus Cristo.

A todos, especialmente aos que exercem o ofício de Superiores, peço-lhes que floresça sempre na Congregação o espírito de oração, o espírito de solidão e o espírito de pobreza; se estes três valores se conservam, estai seguros de que a Congregação florescerá diante de Deus e diante dos homens (fulgebit in conspectu Dei et gentium).

Recomendo-vos um afecto filial à Santa Madre Igreja e total submissão ao Sumo Pontífice, sua cabeça visível, por quem rezaremos com amor dia e noite e procuraremos cooperar com ele e de o ajudar na salvação das almas, enquanto for possível ao Instituto, promovendo no coração de todos a devoção à paixão de Jesus Cristo e às Dores de Maria Santíssima.

Peço a todos que observem as Regras, e que ninguém ande por aí a dizer que as pequenas coisas não têm importância (“de minimus non curat praetor”). Tenham todos muito cuidado com as pequenas coisas e amem a Congregação como a uma mãe.

Que os Superiores se preocupem da boa semente, e afastem tudo o que seja cizânia.

Por minha parte, com o rosto por terra e com choro no coração, peço a todos os membros da Congregação, presentes e ausentes, que me perdoem por todas as faltas cometidas neste cargo que durante tantos anos tive que exercer por vontade de Deus…Sim, meu querido Jesus, embora seja pecador, espero ir gozar quanto antes do paraíso, dar-te no momento da morte um forte abraço e permanecer Contigo para toda a eternidade ( in perpetuas aeternitates…). Além disso, encomendo-Te  a pobre Congregação, um fruto da Tua Cruz, Paixão e Morte. Peço-Te que abençoes a todos os Religiosos e aos Benfeitores.

E Tu, Virgem Imaculada, Rainha dos Mártires, pelas dores que tiveste que sofrer durante a Paixão do Teu amadíssimo Filho, dá também a Tua bênção a todos. Eu coloco-os sob o Teu manto .

Caríssimos irmãos, são estas as recordações que vos deixo com o meu pobre coração. Vou deixar-vos, mas vou ajudar-vos desde o Paraíso, onde rezarei pela Santa Igreja, pelo Sumo Pontífice, o nosso Santo Padre, pela Congregação e pelos Benfeitores. A todos, presentes e ausentes, deixo-vos a minha bênção: benedictio Dei Omnipotentis, Patris, et Filii et Spiritus Sancti, descendat super vos y maneat semper.

Peço a todos que se sintam muito unidos, principalmente através da oração, a toda a Congregação para que nestes dias, em que celebraremos o Sínodo da Congregação, sejamos cada vez mais fiéis ao nosso Carisma, com a mesma capacidade de mudança aos novos tempos e necessidades, como o nosso Fundador foi capaz de se adaptar  às urgências e exigências do seu tempo.

Quero aproveitar esta Solenidade de S. Paulo da Cruz, para recordar e agradecer ao Senhor os 25 anos de presença Passionista em Linda-a-Velha. Foram 25 anos muito ricos em novas vocações. Por ali passaram muitos Religiosos que deixaram um bom testemunho Passionista e que foram para muitos jovens um bom exemplo de Religiosos Passionistas. Alguns desses Religiosos já estão nos braços do Pai. Por todos eles e por todas as Comunidades e trabalhos apostólicos que realizaram, demos graças ao Senhor.

Quero desejar a todos uma óptima Solenidade de S. Paulo da Cruz e pedir-Lhe que interceda por cada um de nós e por todos os nossos Benfeitores.

Roma, 18 de Outubro de 2010
P. Laureano Alves Pereira
Superior Provincial

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *