Faustina em Santo António da Charneca

reliquia-santa-faustinaO Papa Francisco convocou um Ano dedicado à Misericórdia. A Paróquia de Palhais/Santo António não deixou passar a oportunidade para viver as obras de misericórdia e aprofundar temas relativos à Misericórdia Divina. Santa Faustina Kowalska, polaca, ficou conhecida pela sua vida entregue à Misericórdia e seu anuncio. Ao verificar a devoção de tantas pessoas a esta Santa, o Pároco decidiu contactar o Santuário onde Faustina está sepultada, para trazer a Santa para a Paróquia. A Madre Superiora autorizou e preparou uma relíquia que ofereceu à Paróquia, esperando que a sua presença espiritual ajude a entender melhor o mistério da Divina Misericórdia entre os paroquianos. Recordando as palavras de Faustina, redigidas no seu Diário: “Desejo dar a conhecer a todo o mundo a grande Misericórdia de Deus” (491).
O dia de encerramento do Ano da Misericórdia, 20 de novembro, ficará gravado na mente das centenas de pessoas que estiveram presentes na Igreja de Santo António para acolher Santa Faustina na sua relíquia de primeiro grau (osso). Ter uma relíquia de primeiro grau é, de facto, uma grande graça, pouco comum na Igreja.
A celebração iniciou às 15 horas com a oração do Terço da Misericórdia, seguindo-se a partilha da Palavra de Deus, apresentação da biografia de Santa Faustina e alguns trechos do seu Diário. Por fim, seguiu-se um momento de veneração e a colocação da relíquia num espaço preparado na parede da Igreja.
Desde o dia 20 de novembro que Faustina pode ser venerada na Igreja de Santo António da Charneca. Que Faustina guie os paroquianos de Palhais/Santo António (e quem a visite) para Deus que é rico em Misericórdia e fonte de muitas graças. Santa Faustina, rogai por nós!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print
Share on email
Email