Mensagem do Provincial: Natal 2012

 

Em cada madrugada de Natal chega uma criança desarmada de tudo, mas cheia de amor e sorrindo para o mundo, com uns olhos lindos, penetrantes e cheios de encanto, próprios duma criança, que traz para todos o calor do amor e dum mundo novo. Uma criança a dizer-nos que a vida só tem sentido e só pode ser de Alegria quando eu me desarmar de todas as minhas forças e pretensas razões diante do irmão.

É assim que vem Jesus e que do colo de Maria entra na vida do mundo. Ei-lo que vem cheio de ternura, vê-se que procura a minha mão, sabe o meu nome e o teu e os de toda a humanidade. Para Ele, não há fronteiras, nem barreiras, nem os excluídos.

O espaço onde habita é um curral que partilha com os animais, não precisa de grandes coisas, apenas o colo de Maria e o meu e o teu colo, se o quisermos receber. Tudo o resto sobra para Ele. “ O Filho do Homem não tem onde pousar a cabeça!”. Terá a cruz para pousar a cabeça! É para isso que Ele veio! No Presépio já está a almofada da cruz.

Ele continua a estender a mão para mim, para ti, para cada pessoa, porque quer sorrir comigo, contigo e dar a todos a esperança dum mundo novo que Ele veio iniciar.

Levanta-te, olha em redor e vê que já nasceu o dia e há-de andar tudo por aí numa roda-viva de alegria, porque algo de novo começou, mas só se eu e tu quisermos.

Olha apenas com o coração, fecha os olhos, e contempla essa criança, que continua a estender a sua mão e a bater à tua porta. Deixa-a entrar e faz-lhe uma carícia. Não a deixes num curral. Ela veio para ser a Boa Notícia para todos. Ela é o Deus connosco. Ela é o Deus para nós.

É uma criança que nos quer ver a sorrir, a olhar o futuro com esperança, sem medo. Ela quer que eu olhe para o mundo e para cada pessoa, com os seus olhos de criança, sem preconceitos, sem excluir ninguém. Um mundo de irmãos, nunca de inimigos ou de adversários. Veio fazer de todos uma só família de irmãos. Mas de irmãos que se amam e o amor começa sempre, mas sempre por mim, se não for assim não é amor.

Esta criança quer que eu estenda a minha mão, como ela, para chamar a todos, para unir a todos, para convidar a todos para a festa da vida.

Esta criança mostra-me Deus e a humanidade, toda a humanidade: os mais pequeninos, os que têm de nascer num curral, ou ao relento, os sem casa, sem pão, sem trabalho, os idosos abandonados por todos, os que caíram em desgraça e que a sociedade rejeita, os irmãos da minha Comunidade e com quem me custa viver, partilhar, e mais ainda, amar. A todos esta criança, o próprio Deus, estende a Sua mão. E eu, estendo ou fecho a minha mão e o meu coração?

Esta criança desde a porta do Presépio, entra na porta do mundo, mas sempre a sorrir e de mãos estendidas, para salvar a todos, sempre a abrir o coração a todos. É isto o Natal, o de Jesus e o nosso: “O Verbo fez-se carne e habitou no meio de nós”.

Que seja assim o meu e o teu Natal. Abrir o coração e estender a mão a todos. Só assim construímos um mundo novo. Só assim serei mesmo Feliz e farei os outros Felizes.

Faço votos para que, a partir da humildade do presépio, projectemos a nossa vida segundo a grandeza de Filhos de Deus que somos. Cresçamos na ALEGRIA de um mundo novo que Jesus veio instaurar com o Seu nascimento na gruta de Belém, mas com a certeza de que o mesmo Jesus do presépio, na Sua pobreza, simplicidade, beleza, encanto e amor que nos extasia, é o mesmo Jesus da Cruz, na mesma beleza duma vida que se oferece para que possa nascer um mundo novo, cimentado no amor, para dar Alegria a quem a perdeu.

Para todos Religiosos Passionistas e seus Familiares, Família Passionista Laical, Benfeitores e nossos Colaboradores desejo um Santo e Feliz Natal de 2012 e um próspero Ano Novo de 2013, vivido com um grande sentido de esperança e confiança neste “Menino que nos foi dado”.

Santa Maria da Feira, 20 de Dezembro de 2012
P. Laureano Alves Pereira
Superior Provincial

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *