Ordenação Presbiteral do Tiago Veloso

No passado Domingo, dia 20 de Outubro, foi dia de grande festa para a Comunidade Passionista de Santa Maria da Feira e para toda a Igreja, com a ordenação presbiteral do diácono passionista Tiago Veloso, 26 anos de idade, natural de Carregal do Sal.

A celebração, que começou às 16h, foi presidida pelo bispo auxiliar do Porto, D. João Lavrador, contou com a presença de quase quarenta sacerdotes, entres eles o pároco de Carregal do Sal, pasionistas, e colegas de curso do Tiago Veloso e ainda a igreja completamente cheia, com bastantes pessoas que se deslocaram de Carregal do Sal até Santa Maria da Feira.

De forma solene e orante, D. João Lavrador procedeu depois ao rito da ordenação presbiteral, num ambiente de profunda espiritualidade, passando, entre outros passos, pela ladainha, com o ordenado prostrado em sinal da sua total entrega a Deus; pela imposição das mãos do bispo sobre a sua cabeça, seguido por todos os presbíteros; pela paramentação da estola sacerdotal e da casula; pela unção das mãos; e pela entrega do pão e do vinho das mãos do bispo, que o pai e a irmã de Tiago Veloso levaram ao altar.

Na homilia, dirigindo-se ao Tiago, afirmou D. João Lavrador: “Caro Tiago, tens como missão evangelizar numa cultura nova e numa civilização ainda indefinida. (…) Sempre e também hoje, a preocupação pelo anúncio da Boa Noticia que é Jesus Cristo exige renovados métodos e adequadas linguagens mas sobretudo pessoas embebidas e moldadas pelo Evangelho, com um afinco tal que nada nem ninguém as poderão demover da obrigação de anunciar a Jesus Cristo como a única verdade para o mundo que necessita de salvação”. Alertando que “o presbítero é o homem que vive a partir da palavra de Deus, que a estuda, a medita e contempla, e se capacita, deste modo, para a tornar acessível ao povo de Deus”, o bispo preveniu-o de que vai exercer o ministério de sacerdote “num tempo difícil mas aliciante, exigente mas motivador, desafiante mas recompensador”, desde que o faça “em comunhão profunda com Jesus Cristo”, promova continuamente “o diálogo aberto e fraterno com os superiores e irmãos sacerdotes” e procure “apenas e tão só imitar a Jesus Cristo que veio para servir e não para ser servido”.

Terminada a celebração e depois do bispo e dos sacerdotes presentes beijarem as mãos do neo-sacerdote, o Tiago acolheu os muitos cumprimentos e felicitações já no exterior da igreja, rodeado de muita gente. A festa continuou num jantar de confraternização, onde tomaram parte o D. João Lavrador, Religiosos passionistas e outros sacerdotes, familiares do neo-ordenado e convidados.

Ao Tiago Veloso as maiores felicidades e os votos de um profícuo ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *