Uíje-Angola: Nova Igreja Paroquial

Como nos diz o Salmo 117: “ISTO FOI OBRA DO SENHOR É UM PRODÍGIO AOS NOSSOS OLHOS”

e… como escreveu Fernando Pessoa:
“DEUS QUER, O HOMEM SONHA, A OBRA NASCE!”

E… a obra, passado um ano, nasceu!

Deste cantinho da Missão Passionista de Uíge-Angola, queremos partilhar convosco a nossa alegria vivida no passado dia 21 de Abril com a Dedicação da Igreja de S. Gabriel de Nossa Senhora das Dores, da Paróquia da Santa Cruz.

Foram muitos os dias de trabalho intenso, mas coroados de êxito com a bênção de Deus e com a presença de muita gente neste ‘primeiro momento’ de Acção de Graças na nova Igreja Paroquial.

Presidiu à celebração D. Filomeno do Nascimento Vieira (Arcebispo de Luanda e Presidente da Conferência Episcopal de Angola e S. Tomé-CEAST). Teceu rasgados elogios à construção (mesmo feita em ‘tempo de crise’, com ‘simplicidade e sobriedade arquitetónica’ e pelo cuidado que temos com as ‘alfaias e espaços litúrgicos’) e ao trabalho que cá estamos a realizar, como Passionistas, na Paróquia…

O Arcebispo Mons. Petar Rajic, Núncio Apostólico em Angola e São Tomé e Príncipe, esteve também a concelebrar a esta Eucaristia de Dedicação da Igreja e do Altar. Também ele nos agradeceu pelo trabalho aqui desenvolvido, seja na Igreja como no campo formativo.

Foram 14 os Bispos da CEAST aqui presentes, sessenta e dois sacerdotes (Diocesanos e Religiosos), várias dezenas de Irmãs Consagradas e mais de oitocentas pessoas que encheram por completo a capacidade existente… (ainda estamos sem os bancos da assembleia da Igreja, devido à falta de madeira de 3.5m de largura; esperamos que em breve estejam cá os 56 bancos)…
Esteve connosco o P. Laureano Alves Pereira, em representação do nosso Provincial MPRAES, que no final da celebração, aos Bispos e ao povo de Deus presente, reiterou a vontade de, como Passionistas, continuarmos a trabalhar e a dar o nosso melhor nesta terra do Uíge e em Angola.  Esteve também o P. Querubim, primeiro Pároco da Paróquia da Santa Cruz e Superior da Comunidade do Calumbo.

Esta ‘nossa festa’, esteve integrada nas celebrações dos 50 anos da Diocese do Uíje e fechando, com ‘chave de ouro’, as comemorações dos 25 anos dos Passionistas em Angola.

Motivos de alegria e júbilo para todos nós Passsionistas… passaram-se já 11 anos do início da Paróquia, a nós confiada… muito temos feito ‘por estas bandas’… Ainda existe muiiiiito por fazer… Mas sintamo-nos felizes pelo que fomos capazes de ‘edificar’, física e espiritualmente, junto deste povo que sofre as amarguras de uma crise que lhes atavessa ‘pelas portas adentro’…
Continuamos e continuaremos empenhados em ‘estar com eles e para eles’…

Para que todos saibam: ficaram no altar da nova Igreja duas reliquias ‘do corpo’  de S. Gabriel e de Sta Maria Goretti.

Obrigado a todos, e a cada um de vós, que nos apoiais e rezais por nós…Continuaremos a ‘sonhar convosco’ nas obras (materiais e esprituais) que aqui vamos realizando com Passionistas.

Um grande abraço fraternal e Pascal.

Juntos pela Missão:
PP. Manuel Henriquues e Rui Carvalho.

Como diz um provérbio chinês:

“Uma caminhada de mil léguas começa com um passo!!!”

Cada um de nós que aqui está em Angola, ‘apenas’ estamos a continuar os passos dessa mesma caminhada que em 1991 começamos por estas ‘terras do bago vermelho’…

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print
Share on email
Email

Comments

  1. A Missão é sempre que Deus quer e nós possamos estar disponíveis a O servir. Bem hajam por tudo o que têm feito nesse país. Por isso devemos dar graças a Deus e que Ele vos continue a abençoar.

Deixe um comentário